Ourives: uma arte que cresce a cada ano

O mercado de joias personalizadas tem crescido muito nos últimos anos no Brasil e isso se deve, principalmente, a popularização do setor, com preços mais atrativos. Porém, encontrar profissionais aptos a trabalhar com materiais preciosos está bem difícil e, nem sempre, as vagas abertas são preenchidas.

Ourives: uma arte que cresce a cada ano

A maior carência do setor é por profissionais bem preparados e treinados, que tenham conhecimentos técnicos da área e consigam trabalhar com materiais diversificados, como prata, ouro e também pedras preciosas.

Por isso, quem gosta de produzir peças, tem criatividade e um jeito inovador de pensar o design pode se interessar por uma profissão antiga, mas que tem cada vez mais atraído um público jovem: a de ourives.

O que faz um ourives?

O nome pode parecer complicado, mas o profissional é bastante conhecido, já que é ele quem domina as técnicas de joalheria. É o responsável por fabricar, reparar e preparar materiais para as joias, bijuterias, lapidações, e etc.

Hoje em dia a profissão de ourives é dividida em vários setores, como:

  • Designer (responsável pelo projeto e idealização da joia);
  • Ourives (profissional responsável por executar o projeto. Às vezes também atua fazendo o projeto da joia e pode realizar todas as outras funções);
  • Cravador (responsável pela colocação da pedra na joia, dos desenhos e acabamentos);
  • Fundidor (criador de moldes em cera);
  • Polidor (realiza o acabamento fino das joias).

Qual o perfil profissional de um bom ourives?

É primordial que a pessoa goste de manusear ferramentas artesanais e também seja familiarizado com joias. Além disso, é preciso dominar as técnicas de criação de joias, conhecer as matérias primas, as características básicas do ouro e da prata, saber os custos envolvidos em uma joia, dominar os equipamentos e maquinários específicos e saber fazer polimentos e acabamentos.

Outras características também são importantes como criatividade, habilidade manual, estar sempre em busca de novidades, ser perfeccionista, prestar atenção aos detalhes, ser cuidadoso com as peças e o ambiente de trabalho, saber conversar e ouvir o que os clientes desejam com as peças e ser comunicativo.

Como é o mercado para um ourives?

As joias personalizadas estão em alta em todo o país, por isso, cada vez mais esse tipo de profissional tem sido procurado pelas empresas. Outro ramo que está em franca ascensão são de semijoias, que possuem um valor de mercado mais acessível, e ainda assim contam com materiais de qualidade e peças muito bonitas.

As joalherias ainda são as principais contratantes dos ourives, principalmente aquelas que realizam todos os tipos de serviço como pequenos consertos e ajustes, marcações de nomes em alianças, polimentos, entre outros. Já as indústrias demandam ourives para, principalmente, realizarem as funções de polidores e cravadores especializados.

Além desses locais, você poderá atuar como autônomo, tendo seu próprio ateliê ou oficina, criando joias e semi-jóias personalizadas e também realizando consertos, ajustes e polimentos.

Quanto ganha um ourives?

A média salarial nacional é de R$ 1200,00. Porém, trabalhadores com mais experiência e qualificação – e também os que são capazes de criar peças- podem ter salários de mais de R$ 3000,00 mensais.

O que preciso para ser um ourives?

Não existe nenhuma exigência específica para se tornar um ourives, porém é importante que você tenha conhecimento sobre as técnicas de produção e esteja familiarizado com os processos, matérias primas, entre outros. Por isso, um curso de qualificação é costumeiramente exigido.

Antigamente, a profissão era ensinada dos mais velhos aos mais novos, hoje, entretanto, a indústria não possui mais espaço para realizar esse ensinamento e busca por profissionais com experiência no ramo ou que, ao menos, dominem as técnicas básicas e as ferramentas relacionadas ao dia a dia da profissão.

Aprenda mais sobre esta profissão, clique aqui e faça um Curso Profissionalizante Online de Ourives.

Como é o curso para ourives?

Hoje existem várias opções de cursos para ourives, desde iniciantes, até cursos de especialização para quem já atua no mercado, inclusive com opções à distância. Neles, você irá aprender sobre os materiais usados na fabricação de joias, as pedras preciosas mais utilizadas, terá noções sobre avaliação de joias, aprenderá a dominar as ferramentas e maquinários específicos, e também descobrirá como polir, montar e criar peças.

Na hora de escolher um curso, entretanto, busque por aquele que seja oferecido por uma instituição séria e reconhecida, que conceda certificado e que possua professores capacitados e com atuação no mercado de trabalho. Isso irá garantir que a sua certificação terá validade na hora de encontrar uma boa vaga e também de que você irá aprender o que há de mais moderno no setor.

Vale a pena investir na profissão?

Se você gosta de mexer com joias, é criativo e dinâmico, poderá ser dar bem nesse mercado. É importante, porém, manter-se constantemente atualizado, já que o setor é bastante exigente e rigoroso e busca por profissionais capazes de criar e produzir peças com perfeição.

Você gostou? ⤵ A sua opinião é muito importante!
Total: 1 votos - Média: 5 estrelas

Não vá embora sem deixar um comentário!