Mercado para instalação de ar condicionado está em busca de mão de obra qualificada

O mercado para climatização está passando por um ‘boom’ em todo o país. Com cada vez mais aparelhos de ar condicionado sendo vendidos, a mão de obra especializada está sendo extremamente requisitada pelas empresas do ramo.

Mercado para instalação de ar condicionado está em busca de mão de obra qualificada

A perspectiva é de que haja um aumento de 15 a 20% no mercado, porém, o que mais tem impedido a venda dos aparelhos é a demora na instalação dos mesmos. Essa espera pode chegar a até 60 dias! A falta de técnicos qualificados para realizarem o serviço é o principal motivo. Com isso, os cursos para instalação de ar condicionado têm sido muito buscados, seja por quem já atua na área, seja por aqueles que veem nesse crescimento uma possibilidade de se iniciar em uma nova – e promissora- profissão.

O que faz o instalador de ar condicionado?

O Instalador de Ar Condicionado, também conhecido como Técnico em Refrigeração e Climatização é o responsável pela instalação e manutenção dos aparelhos. É ele também quem deverá avaliar e dimensionar os locais para a instalação dos equipamentos de refrigeração, calefação e ar condicionado, além de resolver os problemas dos clientes com os aparelhos, realizando a limpeza e as trocas de gás e de peças, quando necessário.

O profissional ainda está habilitado para acompanhar projetos de climatização, auxiliando os engenheiros e arquitetos com a elaboração dos croquis, esquemas dos locais onde serão instalados os aparelhos, obtendo as medidas necessárias para a realização do projeto.

Qual o perfil profissional?

Para ser um bom instalador é preciso ter habilidade para trabalhar e entender os sistemas que compõem os condicionadores de ar de grande porte, como compressor, condensador, filtro secador, etc. Além dos conhecimentos específicos, também é importante que o profissional apresente conhecimentos sobre elétrica, sobre as ferramentas do seu dia a dia, estar apto para montar as tubulações de cobre, entre outros.

Entre as características esperadas para ser um bom instalador de ar condicionado, estão: postura profissional, saber zelar pela sua imagem e reputação, saber lidar com os clientes, ter boa comunicação, ter capacidade de planejamento, estar sempre atualizado sobre os novos modelos e novas técnicas, ser cortês, bem educado, entregar o serviço no prazo e ser organizado.

Como é o mercado de trabalho?

Como dissemos, o setor de climatização está em crescimento no país. O verão ainda é a época que as pessoas mais buscam pelos aparelhos de ar condicionado e muitas empresas deixam de vender peças porque não possuem instaladores suficiente, porém, durante todo o ano, existe demanda para a instalação dos aparelhos.

Dessa forma, você pode notar que existem muitas vagas e novos postos de trabalho estão sendo abertos continuamente, porém, o mercado é muito exigente e demanda por profissionais com experiência e qualificação.

Você poderá trabalhar como autônomo ou ligado a empresas de manutenção e de instalação de ar condicionado. Também poderá atuar em assistências técnicas e lojas especializadas. Não raro, muitos desses profissionais acabam se tornando empreendedores e montando um negócio próprio no ramo. Alguns, com experiência, podem alcançar posições administrativas e de gerência em empresas especializadas, comandando equipes e dando treinamento aos instaladores mais novos.

Quanto ganha um instalador de ar condicionado?

Os salários variam de acordo com a qualificação, experiência, jornada de trabalho e localidade. Para quem trabalha ligado a oficinas e empresas especializadas é possível conseguir até R$2 mil mensais. Por conta própria, os ganhos podem ser ainda maiores, já que, geralmente, o profissional ganha por visita (para instalação ou manutenção) e poderá pegar mais clientes, além de gerenciar melhor o seu tempo.

Aprenda mais sobre esta profissão, clique aqui e faça um Curso Profissionalizante Online de Instalador de Ar-condicionado.

O que é preciso para ser um instalador de ar condicionado?

Não existe nenhuma exigência legal em relação a cursos profissionalizantes, porém, o mercado cobra experiência ou qualificação, já que a profissão requer conhecimento técnico e muita especialização.

Se você está pensando em atuar nessa área, é muito importante investir em cursos que lhe permitirão ter uma base sobre os sistemas de produção de frio, as características dos principais elementos que compõem os condicionadores de ar, conhecimentos básicos em eletricidade, preparo das tubulações de cobre, além de saber instalar, operar e manter vários tipos de aparelhos, como o ar condicionado Split e o janela.

Os cursos também são fundamentais para que você possa planejar as instalações dos seus clientes, recomendar a compra de determinados aparelhos e dar suporte a arquitetos e engenheiros na hora de montar os sistemas de refrigeração de determinados ambientes.

Na hora de buscar um curso, procure por aqueles que emitem certificação, que são reconhecidos pelos profissionais do setor e que contem com professores que tenham atuação no mercado e estejam atualizados sobre todas as técnicas e novas tecnologias do setor.

Vale a pena investir na profissão?

Sim! O mercado está em franca expansão e o número de vagas abertas não para de crescer, além disso os salários são bons e há possibilidade de crescimento na carreira.

Se você está pensando em começar a trabalhar na área, não deixe de se especializar e garanta as melhores vagas!

Você gostou? ⤵ A sua opinião é muito importante!
Total: 1 votos - Média: 5 estrelas

Não vá embora sem deixar um comentário!