Cuidador de idosos é carreira promissora

A população está envelhecendo! Esta é uma estimativa mundial, e no Brasil não poderia ser diferente. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, em 2050 a população brasileira de idosos será de 63 milhões de pessoas, ou seja, 172 idosos para cada 100 jovens.

Cuidador de idosos é carreira promissora

Com o aumento da estimativa de vida, a tendência é de que as pessoas acabem demandando por cuidados específicos, como alterações nos planos de saúde, moradias adaptadas e acompanhantes ou cuidadores de idosos qualificados, capazes de atender às demandas do mercado.

O que faz um cuidador de idosos?

Este é o profissional capacitado para zelar pelo bem estar físico e psicológico de pessoas com idade mais avançada, atendendo a todas as necessidades que estas venham a apresentar, como: higiene, alimentação, remédios, entre outros.

O cuidador deve estar apto a realizar diversas tarefas como dar banho, trocar as fraldas, trocar a roupa, ajudar na hora de tomar os remédios, acompanhar nas atividades diárias, ser companheiro e atender a todas as orientações das famílias contratantes.

Qual o perfil profissional de um bom cuidador?

É imprescindível que a pessoa que almeje ser cuidadora de idosos tenha sensibilidade e goste de pessoas. Além disso, é preciso entender as dificuldades dos idosos, ser amável e educado, prestativo, ter responsabilidade, saber como agir em diversas situações e estar preparado para enfrentar jornadas de trabalho em horários não comerciais, já que, muitas vezes, os cuidadores também trabalham à noite e, podem, inclusive viver na casa da família.

Além disso, o cuidador deverá apresentar noções de primeiros socorros, práticas de enfermagem (para saber administrar os remédios e outros cuidados específicos em casos necessários), conhecimentos sobre qualidade de vida e alimentação saudável e também sobre psicologia.

Como é o mercado de trabalho?

Como dissemos, com o envelhecimento populacional, o mercado de trabalho está aquecido e com muita demanda, já que, nem sempre, os filhos e netos podem dispor de tempo e conhecimento suficiente para cuidar de seus entes queridos. Dessa forma, a profissão de cuidador de idosos passou a ser fundamental para garantir a saúde e a dignidade dessa população.

Porém, apesar de estar com várias vagas novas em aberto, o mercado é exigente e para se destacar é preciso apresentar as qualificações necessárias. Essa não é uma atividade fácil e exige do profissional um grande controle psicológico.

Existem muitas vagas para cuidador de idosos em hospitais, clinicas, casas de repouso, empresas especializadas, centros de recuperação, casas de família, eventos culturais e até mesmo em empresas de turismo especializadas em idosos. Além disso, o profissional também poderá investir na carreira pública, já que existem muitas oportunidades nos quadros municipais para atuar em hospitais, fundações e casas de amparo à idosos.

Quanto ganha um cuidador de idosos?

O salário varia bastante de acordo com a qualificação do profissional, a jornada de trabalho, a localidade, entre outros. Em empresas especializadas, um cuidador de idosos pode ganhar de R$1400,00 a R$2.950,00. Já em residências o valor pode variar entre R$1250,00 e R$2420,00.

Conforme for ganhando experiência, os salários também aumentam. Um cuidador há mais de 8 anos no mercado, pode conseguir até R$3500,00, mais benefícios.

O que é preciso para ser um cuidador de idosos?

Por enquanto, ainda não há uma regulamentação da carreira, já que a proposta ainda está em análise na Câmara dos Deputados. Assim, por lei, é preciso, apenas, ter acima de 18 anos e ensino médio completo. Porém, as melhores vagas exigem que o profissional tenha especialização, com cursos de qualificação profissional.

Aprenda mais sobre esta profissão, clique aqui e faça um Curso Profissionalizante Online de Cuidador de Idosos.

Como é o curso de cuidador de idosos?

Hoje, existem vários tipos de cursos oferecidos tanto na modalidade presencial, quanto à distância, todos com certificação e reconhecimento dos conselhos profissionais de saúde.

Mesmo a legislação não exigindo nenhuma qualificação específica, o mercado é muito exigente e cobra do candidato conhecimentos sobre a nutrição do idoso, os aspectos psicológicos do envelhecimento, noções básicas de enfermagem, prevenção e redução dos riscos de acidentes, atividades físicas, qualidade de vida, entre outros. Por isso, é tão importante realizar uma qualificação e estar preparado para as exigências da profissão.

Vale a pena investir na carreira de cuidador de idosos?

Se você gosta da área da saúde e tem vocação para cuidar das pessoas, essa é uma boa área já que tem demandado por muitos profissionais qualificados. Além disso, os salários também são atrativos e você poderá, até mesmo, empreender criando negócios voltados para os idosos.

Porém, é preciso levar em consideração que essa é uma profissão bastante exigente, muitas vezes com horários fora do habitual e até mesmo demandando que você more na residência de quem estará cuidando. Por isso, é preciso estar preparado.

Se você está pensando em iniciar na carreira de cuidador de idosos, que tal começar a se especializar agora mesmo?

Você gostou? ⤵ A sua opinião é muito importante!
Total: 1 votos - Média: 3 estrelas

Não vá embora sem deixar um comentário!