Criação de sites: profissão com emprego garantido

Com a expansão cada vez maior da internet, profissões ligadas à área de criação de sites têm estado em alta. Uma delas é o desenvolvedor de sites, responsável por criar websites – planejando desde o seu design até a sua aplicação com linguagens de programação. Esse profissional tem sido cada vez mais procurado pelas agências de comunicação e também atuado como autônomo, devido à grande demanda.

Criação de sites: profissão com emprego garantido

Conforme a tecnologia avança, mais oportunidades aparecem para quem deseja trabalhar com desenvolvimento web. Porém, o mercado é altamente competitivo e é preciso estar sempre se atualizando nas mais diversas plataformas para garantir uma boa posição no mercado.

O que faz um desenvolvedor de sites?

O desenvolvedor de sites, designer de web ou webdesigner é o profissional responsável por elaborar todo o projeto gráfico, estético e de programação de um site, blog, lojas virtuais, sistemas e aplicativos web. É ele quem deverá criar toda a interface gráfica do site, como disposição de ícones, imagens, texto, entre outros, além de fazê-lo funcionar. Por isso, deve compreender sobre diversas técnicas de facilidade de uso e design, além de saber utilizar plenamente todas as ferramentas de construção de sites, tratamento de imagens e linguagens de programação como HTML, CSS, PHP e ASP.

Como é o mercado de trabalho para criação de sites?

Como dissemos, o mercado está bastante aquecido, já que o setor de internet tem crescido muito no Brasil e no mundo, principalmente internet móvel (celulares e tablets). Por isso, é certo dizer que este profissional tem espaço garantido e muitas ofertas de trabalho.

É possível atuar em agências de publicidade e comunicação, empresas voltadas exclusivamente para a criação web ou atuar como freelancer. Empresas com conteúdo para internet e intranet também são boas opções de mercado, além das relacionadas ao setor de comunicação, como os jornais e revistas, que têm, constantemente, migrado para a internet, criando portais de notícias e outras plataformas de interatividade com seus leitores.

Outros nichos que estão em franco crescimento são o desenvolvimento de lojas virtuais e de conteúdos para as redes sociais. Muitas empresas estão atentas a essas novas demandas e precisam de profissionais aptos para produzirem layouts para blogs corporativos e outros meios de interação.

Quais as principais atividades da criação de sites?

As atividades de um desenvolvedor web são muito variadas e dependem da empresa para a qual irá prestar os seus serviços. Entre as principais, estão: pesquisar as ferramentas adequadas para cada cliente, buscar soluções para cada necessidade do cliente em questão, criar fluxo de navegação e layouts funcionais e exclusivos, gerenciar a produção, manutenção e atualização dos conteúdos dos sites, elaborar a programação visual dos websites, criando uma identidade visual, entre outros.

Quais as características que um desenvolvedor web deve apresentar?

Antes de se decidir pela profissão, é preciso compreender que essa é uma área muito concorrida e que exige bastante do profissional. É necessário estar constantemente atualizado quanto as novidades e tendências da internet, bem como novas tecnologias e plataformas. Por isso, é preciso ter disposição para se manter estudando e realizando cursos de qualificação.

Além disso, o profissional deve apresentar criatividade e sensibilidade artística, buscando sempre a melhor maneira de garantir a satisfação tanto de quem acessa o site, como do cliente para o qual trabalha.

Qual é o salário médio?

A faixa salarial depende muito da sua localização e se irá atuar como autônomo ou ligado a alguma agência. Além disso, o nível de graduação e a experiência também contam bastante na hora de definir um salário.

A média salarial para webdesigners com nível técnico é de R$ 1039 a R$3000. Mas, esse valor pode variar dependendo da região, já que alguns estados possuem acordo para o mínimo da categoria, como é o caso de Goiás, em que o piso salarial é de R$1027,20 para iniciantes e R$1283 para aqueles que já possuem experiência.

Também é possível que você atue como freelancer, e nesse caso o valor mais cobrado é por hora de serviço. Claro que a média varia de acordo com a sua localização e do projeto de cada cliente, mas, em geral, webdesigners com alguma experiência podem cobrar até R$650 pela hora de trabalho.

Aprenda mais sobre esta profissão, clique aqui e faça um Curso Profissionalizante Online de Desenvolvimento de Sites.

O que eu preciso para trabalhar com criação de sites?

A legislação brasileira não possui nenhuma exigência quanto à necessidade de graduação específica para atuar neste ramo, porém, a maioria das empresas exigem certificações. Por isso, vale a pena investir em cursos de desenvolvimento de sites ou de desenvolvedor web, para começar a se familiarizar com os programas e demais exigências técnicas da área.

O importante é buscar por cursos que proporcionem uma visão ampla de conceitos criativos e artísticos, além dos aspectos técnicos, já que eles serão fundamentais na hora de pensar o conceito artístico e a comunicação visual do website que irá criar. Também é preciso se manter atualizado, pesquisando novas tendências e praticando constantemente.

Se você ficou interessado pela profissão, então porque não começa a investir agora mesmo no seu futuro? Existem várias opções de curso, até mesmo à distância que podem lhe garantir a qualificação necessária para disputar novas vagas no mercado de trabalho.

Você gostou? ⤵ A sua opinião é muito importante!
Total: 1 votos - Média: 5 estrelas

Não vá embora sem deixar um comentário!