Boa remuneração atrai profissionais para se tornarem Babás

A mulher no mercado de trabalho brasileiro já é uma realidade. Em muitos lares elas têm se tornado chefes de família e são responsáveis pelo sustento de várias pessoas. Essa mudança no quadro tem feito com que uma antiga profissão ganhe nova força: as babás.

Boa remuneração atrai profissionais para se tornarem Babás

Muitas mães não se sentem tranquilas em ir trabalhar e deixar seus filhos em creches, onde, nem sempre, os cuidados são específicos. Por isso, babás especializadas e qualificadas têm atraído a atenção dessas famílias e conquistado salários bem interessantes.

Mas, o que faz a profissional?

A Babá é responsável por cuidar das crianças e auxiliar a família no cumprimento das atividades rotineiras. É ela quem deverá servir as refeições às crianças nos horários corretos, cuidar da higiene e da saúde das mesmas, realizar brincadeiras e garantir a proteção e o zelo de cada um dos filhos da família, ajudando-os em todas as atividades das quais necessitem.

Ela poderá ser contratada para cuidar de bebês, crianças e até mesmo adolescentes e deverá estar apta a lidar com cada uma das fases de desenvolvimento, oferecendo afeto, carinho e companhia na ausência dos pais.

Quais as principais atividades das babás hoje?

Apesar de todas as mudanças ocorridas no cenário profissional das babás, elas ainda são responsáveis pelo bem estar da criança, além do desenvolvimento físico e emocional. A babá deverá estar apta a trocar fraldas, preparar mamadeiras e refeições, dar banho, se atentar aos horários e tipos de medicamentos -se for o caso-, realizar brincadeiras e formas de passatempo, auxiliar nos estudos, levar e buscar na escola, etc.

É necessário, portanto, que a babá apresente noções de segurança, nutrição, higiene e primeiros socorros, por exemplo.

Qual o perfil profissional buscado atualmente?

Foi se o tempo em que, para ser babá, não era necessário muita experiência com crianças ou, até mesmo, pouca idade. O mercado está concorrido e por isso mesmo é imprescindível ter uma qualificação. Para ser uma boa babá é preciso ter capacidade de comunicação, de cumprir ordens e determinações, ser organizada, ouvir sugestões e críticas, ser criativa, ter responsabilidade, paciência e bom humor, além de ser criativa, dinâmica, gosto por servir e, claro, gostar de crianças.

Em alguns casos outras exigências também são feitas como ter habilitação para dirigir, ser bilíngue, ter cursos profissionalizantes em áreas diversas, entre outras demandas específicas de cada família.

Onde posso trabalhar?

Com a crescente demanda por babás qualificadas, hoje existem muitas agências que fornecem o serviço de várias profissionais. Você poderá trabalhar ligada a essas empresas, prestando serviços esporádicos para pais que necessitem de babás em dias específicos, ou ainda atuando em casas de família.

Também é possível trabalhar como autônoma, ou em creches, orfanatos e, até mesmo, em escolas de educação infantil. Embora, o mais comum, ainda seja a contratação de babás que fiquem ligadas à família, seja morando na casa das mesmas ou atuando por determinadas horas específicas por dia ou noite (dependendo do turno de trabalho dos pais).

Como é o mercado de trabalho?

Como dissemos, o mercado de trabalho está em franca expansão, principalmente devido à maior participação da mulher em empregos fora de casa. Além disso, também existem aquelas demandas pontuais, para dias e meses específicos em que as crianças atendidas por creches não podem ficar nesses locais, como férias escolares ou emergências familiares.

Dessa forma é muito importante que a profissional seja capacitada e passe confiança aos pais. Cursos de qualificação são imprescindíveis, mas a profissional não deverá ficar presa apenas a certificações em sua área, é importante dominar várias questões que envolvem a criação de uma criança, como noções de primeiros socorros, psicologia infantil, desenvolvimento, acompanhamento escolar e muitos outros. A babá precisa compreender que irá auxiliar na criação daquelas crianças e por isso deve estar capacitada para tal questão.

Também é preciso que a babá compreenda que seu papel é aproximar mãe e filho e não competir pela atenção da criança, já que essa é a sua principal função: assistir a criança na ausência da mãe.

Como o mercado é bastante exigente, existe falta de boas profissionais e que atendam as expectativas dos pais mais rigorosos.

Aprenda mais sobre esta profissão, clique aqui e faça um Curso Profissionalizante Online de Babá.

Qual o salário de uma babá?

A remuneração pode variar bastante, já que não existe um piso nacional para a categoria. Seu salário dependerá de itens como localização, se irá trabalhar para uma agência de babás ou como autônoma, sua escolaridade e cursos de capacitação, horas trabalhadas, entre outros itens.

Para profissionais bem qualificadas, com certificação, os salários são altos e podem variar de R$ 1500 a R$ 1800 para iniciantes que não dormem no emprego e R$ 2300 a R$ 3000 para as mais experientes e que aceitam dormir na residência em que irá trabalhar.

Qual a formação necessária?

Como dissemos, a legislação não regulamenta a exigência de nenhum grau de escolaridade para atuar como babá, porém, para conseguir as melhores vagas é preciso se qualificar. Atualmente, existem vários cursos de babá que qualificam a profissional em áreas como primeiros socorros, saúde, alimentação, higiene, desenvolvimento e comportamento da criança.

Portanto, se você quiser investir na profissão é melhor começar a se preparar para disputar boas vagas.

Você gostou? ⤵ A sua opinião é muito importante!
Total: 1 votos - Média: 5 estrelas

Não vá embora sem deixar um comentário!