Atendente de farmácia é porta de entrada no mercado de trabalho

Para quem está buscando iniciar-se no mercado de trabalho, uma boa oportunidade é atuar como Atendente de Farmácia. Com a crescente expansão das redes de drogarias, novas vagas têm sido abertas constantemente e para quem gosta de se atualizar e tem dedicação, o mercado ainda pode ser muito promissor, já que muitas empresas oferecem bons planos de carreira.

Atendente de farmácia é porta de entrada no mercado de trabalho

Com o tempo, não raro, muitos profissionais que iniciaram a sua carreira como atendentes se tornam gerentes e até farmacêuticos, aumentando os ganhos mensais. Além das drogarias tradicionais, o mercado é amplo. Por tudo isso, muitos jovens têm buscado cursos e especializações para tentar garantir uma vaga na área.

O que faz o atendente de farmácia?

O Atendente de Farmácia ou Balconista é responsável pelo primeiro contato do cliente com o estabelecimento. É ele quem irá realizar o atendimento aos consumidores, sob supervisão do farmacêutico responsável, e fará a venda dos medicamentos. Também são funções do balconista: lidar com questões relacionadas ao estoque, a disposição adequada dos medicamentos nas prateleiras e orientações gerais aos pacientes sobre o uso correto dos medicamentos. Porém, esse profissional não pode indicar ou prescrever receitas.

Qual o perfil profissional para ser atendente de farmácia?

O primeiro requisito é ser cordial e saber lidar com as pessoas, já que muitas delas estão ali em busca de ajuda e amparo aos seus problemas de saúde. Outro requisito é saber se portar e passar confiança aos clientes. Muitas drogarias também buscam por profissionais que saibam satisfazer as necessidades dos clientes, saibam ouvir, cuidem da aparência, sejam extrovertidos, estejam sempre atualizados e tenham uma postura crítica quanto a utilização de medicamentos.

Além disso, também é preciso ter habilidades básicas ligadas a profissão como: conhecimento técnico sobre os medicamentos, seus efeitos benéficos e colaterais, seus efeitos terapêuticos, suas formas de uso, saber diferenciar receita controlada de não controlada e saber aplicar técnicas de vendas.

Como é o mercado de trabalho?

O mercado para quem planeja atuar como atendente de farmácia é muito bom, pois as empresas estão sempre em busca de profissionais preparados e qualificados. Com a expansão das redes de drogaria, muitas vagas têm sido abertas, com salários maiores e planos de carreira atrativos.

Algumas farmácias adotam a categorização dos balconistas como júnior, pleno e sênior, tendo aumento de salário conforme muda-se de categoria. Elas estão dispostas de acordo com o tempo de experiência e desenvolvimento da função. Em outras empresas, os balconistas mais preparados e experientes podem desenvolver carreiras administrativas e participar do quadro de gerência da drogaria.

Muitos que iniciam como balconistas acabam se apaixonando pela área e continuam a se qualificar, fazendo uma graduação e se tornando farmacêuticos responsáveis ou substitutos dos estabelecimentos em que iniciaram os seus trabalhos.

Além das farmácias e drogarias, o atendente também poderá trabalhar nas farmácias de manipulação, farmácias de hospitais, unidades básicas de saúde, farmácias populares e pronto atendimento.

Quanto ganha um atendente de farmácia?

Até o momento, não existe nenhum piso salarial nacional definido para a categoria, por isso os salários dependem da empresa em que você irá atuar, da jornada de trabalho e também do nível de experiência e capacitação que apresenta. Um levantamento feito pelos sindicatos filiados à FEIFAR (Federação Interestadual dos Farmacêuticos) em 150 farmácias espalhadas pelo país revelou que a média salarial dos atendentes é de R$ 1500 a R$ 2500, mais benefícios, que geralmente incluem auxílio refeição, vale transporte e participação nas vendas do estabelecimento.

Aprenda mais sobre esta profissão, clique aqui e faça um Curso Profissionalizante Online de Atendente de Farmácia e Drogaria.

Vale a pena me tornar atendente de drogaria?

Se você está em busca do seu primeiro emprego ou de uma recolocação no mercado de trabalho, essa pode ser uma boa opção, principalmente para aqueles que gostam da área da saúde. Como atendente, com o tempo e dedicação, você poderá crescer dentro da empresa e conseguir salários maiores. Porém, é preciso força de vontade, motivação e disposição para continuar se qualificando e se atualizando.

O que é preciso para me tornar um atendente?

A legislação brasileira não especifica nenhuma necessidade de cursos de qualificação para atuar como atendente, porém, na prática, as empresas costumam exigir comprovação de ensino, já que o mercado é bastante técnico. Por isso mesmo, vale a pena investir em cursos profissionalizantes que irão lhe dar a base sobre organização do estoque e disposição dos medicamentos, técnicas de vendas, serviços farmacêuticos, biossegurança, noções de anatomia humana e farmacologia, conhecimentos a respeito das medicações, leitura de receitas, compreensão das bulas e muito mais.

Por isso, se você está pensando em se candidatar a uma vaga para atendente de farmácia ou balconista de farmácia, lembre-se que o mercado é muito concorrido e exigente, então invista em algum curso de qualificação para se destacar e conseguir as melhores vagas. Atualmente, é possível até mesmo realizar algumas qualificações à distância, tudo com certificação e garantia de aprendizado.

Você gostou? ⤵ A sua opinião é muito importante!
Total: 2 votos - Média: 3.5 estrelas

Não vá embora sem deixar um comentário!